Município de Alenquer

Freguesia de Carnota

Capela Nossa Senhora do Amparo | Freguesia da Carnota
Capela Nossa Senhora do Amparo | Freguesia da Carnota

Foi curato anexo a Santo Estêvão de Alenquer. O topónimo deve relacionar-se com a existência remota neste sítio de uma ermida de invocação a Santa Ana e que pode ter estado na origem da atual igreja paroquial. Em 1590 existia uma Quinta de Santa Ana pertencente a João de Mesquita Perestrelo. A informação é de Guilherme Henriques.

Quanto ao “da Carnota”, deve tratar-se de distintivo, adotado pela proximidade com um antigo lugar deste nome, hoje desaparecido, na freguesia de Cadafais, que terá tido alguma importância na Idade Média. O lugar já existia no final do século XV.

Armas e Bandeira: As armas são de cor azul, armação de moinho vestida e cordoada de prata, realçada de negro, acompanhada, no topo, de dois cachos de uvas de ouro folhados do mesmo e, em baixo, de quatro espigas de trigo, postas duas a duas também em dourado. Coroa mural de três torres de prata e listel branco, com a legenda de “Santana da Carnota” a negro. A bandeira é esquartelada de azul e amarelo, cordão e borlas de ouro e azul, haste e lança douradas.

Arquivo Paroquial:
Remonta a 1700
Orago: Santa Ana
Área: 18,03 km²
Lugares: Santana da Carnota, Pipa, Gavinheira, Antas, Canhestro, Silveira da Machoa, Moinho de Vento, Casal das Eiras, Gataria, Boafaria, Soupo, Serra

Voltar ao topo