Município de Alenquer

Quinta-feira da Espiga

FERIADO MUNICIPAL

Quinta-feira da Espiga

Ritual ancestral, no calendário das festas cíclicas da liturgia católica, a Quinta-feira de Ascensão, popularmente e mais para Sul do País também designada por Quinta-feira da Espiga ou Dia da Espiga, assinala-se quarenta dias depois da Páscoa recaindo invariavelmente no mês de maio.

Dia de feriado municipal no concelho de Alenquer, há muitos anos, trabalho ou escola não são impedimento de cumprir a tradição. Ainda que tenha caído em algum desuso, por muito que se aprecie e dependa da vida e hábitos urbanos, um dia de solene descanso é uma oportunidade para aproveitar o inicio do bom tempo e, a par de uma caminhada, tendo por fundo uma paisagem rural e natural, de fazer um piquenique no campo, em família ou em grupo de amigos, e compor um ramo da espiga a preceito. Conforme se usa por aqui, três espigas de trigo, três tranquinhos de oliveira, três papoilas, três pampilhos ou malmequeres ou mesmo margaridas, podendo também juntar-se-lhe um tranquinho de bacelo. Tudo atado com um bocado de guita, há ainda quem coloque sob o nó um pouco de miolo de pão e um cêntimo. Com efeito estético, pode ainda ser oferecido a quem se deseje prosperidade ou a quem não teve oportunidade de o ir colher.

A par desta tradição realiza-se a Feira da Ascensão ao longo de cinco dias, sendo inaugurada solenemente na noite de quarta-feira, véspera do dia da Ascensão e encerrando no domingo já perto da meia-noite. Concebida de raiz em 1982, procurou afirmar-se como espaço e momento de divulgação e fomento das potencialidades do concelho de Alenquer nas suas vertentes económicas, culturais, recreativas, associativas, etc.

Voltar ao topo