Município de Alenquer

Alenquer adere à Rede de Apoio ao Investidor da Diáspora

28/06/2022

Cerimónia protocolar teve lugar em Idanha-a-Nova

O município de Alenquer aderiu à Rede de Apoio ao Investidor da Diáspora (RAID), que visa atrair investimento para Portugal, enquanto apoia emigrantes portugueses ou lusodescendentes.

Na última quarta-feira, 22 de junho, o município participou na primeira edição do Fórum dos Gabinetes de Apoio aos Emigrantes e ao Investimento da Diáspora, que teve lugar em Idanha-a-Nova.

Em representação do município, esteve presente o vereador Paulo Franco, acompanhado de técnicos municipais.

Além da apresentação e formalização da Rede de Apoio ao Investidor da Diáspora, foram também apresentados programas de apoio a emigrantes ou ao investimento da diáspora e partilhadas boas práticas municipais de valorização das comunidades no estrangeiro.

O RAID visa ligar “serviços das diferentes áreas de governação, entidades regionais, municípios e associações de matriz empresarial, em especial da diáspora, que apoiam o investimento da diáspora, dispondo dos interlocutores, instrumentos e meios para o efeito”.

Ao todo, cerca de 300 entidades formalizaram a criação da Rede de Apoio ao Investidor da Diáspora, numa cerimónia em que esteve presente também Paulo Cafôfo, Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

A ideia é que esses emigrantes e lusodescendentes sejam atraídos a fazer investimentos no país, mais concretamente nas suas terras de origem, permitindo desenvolver a economia local e nacional.

Importa recordar que o município de Alenquer continua apostado na captação de novos investimentos para o território, motivo pelo qual esta integração na RAID se revestiu de especial importância para a autarquia.

“Quando assinámos o protocolo para a criação do Gabinete de Apoio ao Emigrante, contemplava a integração na RAID, para poder receber estes investimentos provenientes da diáspora. Com esta integração, o município de Alenquer está a posicionar-se para que este investimento possa ser feito no seu território, até porque já dispomos igualmente de um regulamento de apoio a esse investimento (PEIMA)”, começou por explicar Paulo Franco.

“Desta forma, podemos dizer a estes investidores para investir no nosso concelho, porque, através deste regulamento, podem ter também um conjunto de benefícios fiscais e apoios financeiros. Fazendo agora parte da RAID, passamos a ser um município competitivo nesta vertente”, sublinhou.

O vereador acrescentou ainda que “outra grande vantagem da RAID é a partilha de conhecimentos e experiências, bem como o trabalho em rede, em que um determinado investimento pode até ser sugerido a outro município, caso este reúna melhores condições para o efeito”.

No Gabinete de Apoio ao Emigrante de Alenquer, os interessados vão ter acesso a uma fotografia económica do concelho, que permitirá ajudar a encontrar possibilidades de investimento.

Além de aconselhamento, o gabinete poderá servir uma outra vertente mais efetiva, nomeadamente nas situações em que o investidor já tenha definido um sentido para o investimento.

Em simultâneo, tal como referido por Paulo Franco, Alenquer dispõe de um regulamento de apoio a empresas locais, o PEIMA (Projetos Estratégicos de Investimento do Município de Alenquer), que prevê benefícios fiscais até 5 anos e apoios financeiros para empresas com atividade no concelho.

Voltar ao topo